Limitações e Possíveis Falhas

De Wiki Hostnet
Ir para: navegação, pesquisa

A Hostnet preza pela honestidade nas relações com seus clientes e esta postura pôde ser comprovada em diversas situações delicadas pelas quais a empresa já passou ao longo dos seus mais de 10 anos de existência. Nos momentos de crise, a preocupação em manter os clientes informados e a transparência ao relatar a natureza dos problemas nos diferenciam das demais empresas do setor.

A Hostnet investe pesado em infraestrutura, oferecendo tecnologia de ponta como: Servidores ligados ao PTT Brasileiro (Ponto de Troca de Tráfego); Hospedagem nos melhores datacenters do Brasil e exterior, organizados em clusters; site seguro com SSL; backup de e-mail; certificado digital DNSSEC; utilização dos padrões DMARC nos servidores de e-mail; verificação de Segurança no WebMail. Todos estes são recursos que poucas empresas tem e que a Hostnet disponibiliza sem custo adicional aos seus clientes, pois entendemos que segurança é fundamental para a qualidade dos serviços prestados.

Mesmo tomando todas as precauções para oferecer o serviço com a maior disponibilidade possível, algumas falhas são impossíveis de se prever e evitar. Embora nosso trabalho seja pautado na excelência, pessoas e máquinas estão sujeitas a falhas.

Este documento tem como objetivo alertar sobre limitações e possíveis falhas de forma transparente, mostrando como trabalhamos para oferecer a melhor qualidade e segurança em nossos serviços.


Tabela de conteúdo

Por que os scripts possuem limite de tempo para sua execução?

A Hostnet comercializa planos de hospedagem em servidores compartilhados. Isso significa que as aplicações de cada site utilizam os mesmos recursos do servidor em que vários outros sites também estão alocados.

Para que tudo funcione perfeitamente, são necessárias regras e limitações para evitar que um cliente execute um script que consuma recursos em excesso do servidor e acabe por prejudicar os demais clientes que compartilham o mesmo ambiente.

Em alguns casos, isso pode ocorrer por descuido na criação de scripts mal otimizados e até mesmo por ação de usuários maliciosos: Um script feito de forma que realize continuamente consultas longas ao banco de dados vai prejudicar o bom funcionamento do servidor.

Para garantir que aplicações mal otimizadas ou mal intencionadas prejudiquem o desempenho dos servidores e consequente transtorno para os sites de clientes neles alocados, a Hostnet desenvolveu um sistema que controla o tempo de processamento (execução) de um script. Na maioria dos casos, 1 minuto é tempo suficiente para a execução de um script. Requisições que ultrapassam este tempo, geralmente, foram mal desenvolvidas e são interrompidas.


Propagação de DNS

Ao requisitar o registro de um domínio ao seu provedor de hospedagem, a solicitação percorre diversos trâmites, que vão desde a solicitação formal através do Painel de Controle Hostnet até sua publicação na Internet, efetuada pela ICANN, órgão mundial responsável pela administação de domínio e DNS.

O momento que antecede a publicação do domínio chama-se Propagação de DNS, que consiste na autenticação do endereço do seu site e atualização no sistema mundial de nomes na Internet.

A partir do momento que é compensado o pagamento do registro, o período de propagação pode levar até 48, de acordo com a política do orgão que administra a extensão do domínio que você registrou (.br, .com, .net e etc).

A Hostnet não possui nenhuma poder de acelerar este prazo. Alguns clientes tem sorte de efetuar o pagamento próximo ao momento de atualização do sistema do órgão e por isso, tem seu domínio rapidamente publicado, enquanto outros precisam esperar por um tempo maior até a próxima atualização.

Clique aqui e veja mais detalhes sobre propagação de DNS.


Backup de E-mails

A Hostnet é um dos poucos provedores de hospedagem de sites no Brasil a oferecer um serviço de e-mail profissional com backup de mensagens. Ao contrário do que se vê no mercado, a infraestrutura que utilizamos para gerenciamento dos servidores de e-mail é totalmente independente da que utilizamos para a hospedagem dos sites.

Trabalhamos com diversos servidores de alta capacidade interligados entre si, que chamamos de clusters. Temos um cluster com máquinas responsáveis por enviar mensagens e outro cluster para armazenar os e-mails recebidos. Se alguma dessas máquinas falhar, as outras máquinas que compõem o cluster redividem o trabalho até que tudo volte ao normal.

Olhando estes clusters de armazenamento em detalhes, vale a pena dizer que elas possuem milhares de discos trabalhando em pares, e toda mensagem que chega é gravada duas vezes em discos diferentes. Existe ainda um cluster que faz o papel de apoio, com mais duas cópias idênticas das mensagens para ajudar em momentos críticos. Além disso, ainda há as máquinas de backup que guardam mais uma cópia de todos esses e-mails em backups diários, semanais e mensais. Ou seja, cada 1GB utilizado em sua caixa de e-mail representa 7GB hospedados, referentes às cópias de redundância e backup, sem custo adicional na mensalidade de sua hospedagem e acessível facilmente pelo Painel de Controle.

Como você pode perceber, somos extremamente cautelosos quando falamos em cópias de segurança. Porém, mesmo com todos os cuidados que tomamos e investimentos em infraestrutura que realizamos, ainda corremos o risco de que algo inesperado aconteça e por isso, recomendamos que periodicamente você também faça um backup pessoal, baixando as mensagens importantes para o seu computador.

Clique aqui e veja mais detalhes sobre backup de e-mail.


Máquinas falham, pessoas também

Dentre as qualidades da Hostnet podemos dizer que alguns fatores são determinantes para o sucesso do nosso trabalho: capital humano, infraestrura e programação de sistemas próprios.

Nossos servidores estão ligados diretamente ao PTT Brasileiro (Ponto de Troca de Tráfego), hospedados nos melhores datacenters e aplicados em ambiente cluster. Para oferecer conectividade e redundância excelentes, os servidores da Hostnet estão hospedados em 3 datacenters, sendo 2 no Brasil e 1 nos Estados Unidos. Os nossos servidores estão conectados por diversos caminhos distintos e aplicados em ambiente cluster. Nossas máquinas são configuradas com espaço em disco de sobra, espelhadas e com backup.

Nossos diretores e gerentes são grandes especialistas em tecnologia e estão sempre à frente com o que há de mais moderno no mercado mundial de hosting. Nossos colaboradores são profissionais qualificados e em constante aprimoramento de seus conhecimentos e habilidades.

Embora tenhamos nos cercado das melhores tecnologias e profissionais, é impossível garantir 100% de disponibilidade do serviço, pois máquinas podem sofrer danos físicos, e pessoas cometem erros. Isso não é uma peculiaridade do mundo de TI, isso é uma realidade das companhias aéreas, de médicos, de bancos, governos, cidades, etc. Quem nunca chegou atrasado a algum lugar porque um carro enguiçou numa rua e gerou um congestionamento em toda uma região?


Falhas de Hardware

Sabemos que máquinas possuem vida útil e também que, ao longo dessa vida elas podem apresentar falhas. Inevitavelmente, fontes de alimentação queimam, HDs podem morrer, memórias podem dar defeito, redes podem perder pacotes, entre outros problemas possíveis de acontecer. Nós nos preparamos sempre para prever e evitar essas falhas, mas nem sempre é possível.


Energia Elétrica

A Hostnet hospeda seus servidores em alguns dos melhores datacenters do Brasil e do mundo, que seguem rígidas normas de segurança. Todos eles possuem geradores para que o fornecimento de energia elétrica não seja suspenso em casos de quedas ou falta de luz.

São muito raras as ocasiões em que tais geradores falham, porém eles não são infalíveis. Afinal, eles se tratam de máquinas. Situações atípicas, como o apagão que ocorreu em novembro de 2009 e que deixou mais de 10 cidades brasileiras às escuras, podem ocorrer e danificar todo um sistema de segurança devido à anormalidade da situação.

Cobertura sobre o apagão no principal jornal do país: Apagão 2009


Roteamento

Para que você possa navegar na web ou enviar e-mails, é necessário que uma série de empresas prestem diversos tipos de serviços complementares, que em conjunto mantém no ar a grande rede mundial de computadores.

Publicar um site na Internet, por exemplo, envolve o registro de um domínio, contratação de um provedor de hospedagem, que por sua vez contrata espaço para seus servidores em um datacenter e por aí vai. Além de toda esta infraestrutura, ainda são necessários serviços relacionados ao setor de telecomunicações, que provém o acesso à Internet. Algumas vezes problemas com serviços de terceiros podem provocar falhas ou lentidão nos serviços prestados pela Hostnet sem que nós sejamos os responsáveis diretos por tal situação. Por exemplo, o seu provedor de acesso à Internet pode apresentar falhas no fornecimento do serviço. Daí, você é impedido de acessar o nosso sistema, embora nossa infraestrutura funcione normalmente com os demais provedores de acesso e link.


Como os sites pegam virus?

Na Internet, assim como em qualquer outro lugar, existem pessoas mal intencionadas tentando aplicar golpes. Por ser um veículo de comunicação abrangente e rápido, a Internet tornou-se um dos meios preferidos de atuação por golpistas, que se aproveitam do anonimato para prejudicar milhares de usuários da rede.

Existem diversas formas de golpes online e a disseminação de vírus é uma das mais comuns. Através de scripts maliciosos, instalam-se programas espiões para roubo de senhas bancárias ou dados pessoais.

Sabe aquele e-mail fofinho que você recebeu de uma pessoa muita próxima, acima de qualquer suspeita, que continha um arquivo em anexo para download? Ou aquela corrente de Nossa Senhora, que pede encarecidamente para que você a envie para que milhares de amigos sejam abençoados? Ou ainda um e-mail do seu banco pedindo para você se recadastrar? Então, são em ocasiões como esta que vírus podem vir a se instalar nos seus computadores sem que os usuários se dêem conta.

Os servidores da Hostnet são monitorados dia e noite por nossos engenheiros de infraestrutura, e possuem um rigoroso sistema anti-virus. Além disso, adotamos padrões de segurança mundial como DMARC e DNSSEC, que ajudam a combater fraudes na Internet.

Clique aqui e veja nossas dicas de segurança.


Ataques

Constantemente sofremos ataques de crackers e um dos principais motivos é o fato de alguém não gostar ou não concordar com o conteúdo publicado em uma página hospedada em nosso servidor. Desta forma, eles tentam retirar aquela informação. Outros motivos possíveis para ataques são roubo de dados, tirar proveito de recursos, entre outros.

Na maioria das vezes tais ataques sequer são percebidos por nossos clientes ou afetam o funcionamento dos nossos serviços, por termos uma infraestrura robusta e segura, além de profissionais atentos, que ao menor sinal de ataque agem para combatê-lo imediatamente.


Em sua trajetória, a Hostnet passou por dois grandes ataques, o primeiro foi em 2009 e o segundo foi em 2013, ambos com objetivo de tirar do ar um determinado site hospedado em nossos servidores. Pela grandeza dos esforços, os nossos serviços sofreram indisponibilidade por um longo período. Após estes episódios, estamos cada vez mais preparados para lidar com este tipo de situação, mas ressaltamos que isso não é algo impossível de ocorrer.

Clique aqui e veja nossas dicas de segurança.

Bugs

Para que possamos manter toda a nossa infraestrura no ar, somos obrigados a utilizar vários programas, compostos por milhares de linhas de códigos, tanto escritas por nossos profissionais quanto por terceiros. São softwares que gerenciam o hardware que compõem toda a nossa infraestrutura de servidores.

Toda empresa e profissional de desenvolvimento de software deseja criar sistemas perfeitos, sem falhas ou bugs. Mas falhas (bugs) acontecem, e esses bugs podem provocar falhas impossíveis de se evitar.

Quantos sistemas você utiliza em seu computador que repetidamente solicita que você execute atualizações? Ou que você instale uma nova versão de uma ferramenta? O principal objetivo deste procedimento é corrigir falhas, além de lançar novas funcionalidades.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas